Como interpretar uma análise de colesterol, triglicerídeos e índice epidemiologia

Quando o médico pede um exame de sangue, o momento que espera com mais ansiedade é o de saber quais são os resultados. No caso de que sospeches que existe alguma alteração nos valores de seus lipídios no sangue, é importante que você saiba como interpretar uma análise de colesterol, triglicerídeos e índice da epidemiologia. O que há!

Amostra de sangue

O que é que faz uma correcta interpretação dos resultados? Em princípio, os seus valores de lipídios no sangue que lhe permitem tomar consciência tanto para tratar como para prevenir doenças associadas ao seu hipercolesterolemia ou hipertrigliceridemia.


Por outro lado, quando recebe o resultado de seu exame de sangue, é lógico que se pergunte sobre o que significam esses valores e se estão, ou não, dentro dos limites de normalidade.


Leia também: o Que é o colesterol HDL?


Valores de colesterol, triglicerídeos e índice epidemiologia normais


Em primeiro lugar, para que você possa fazer uma boa interpretação dos valores de lipídios no sangue, é necessário que você conheça quais são osvalores normais de referência.



  • Colesterol total: até 200 mg/dl.

  • Colesterol LDL ou mau: até 130 mg/dl, embora em certos países aconselha-se que este valor deve ser inferior a 100 mg/dl.

  • Colesterol HDL ou bom, maior a 45 mg/dl se você é mulher e maior a 35 mg/dl se você é um homem.

  • Triglicerídeos: até 150 mg/dl.

Em segundo lugar, com os dados resultantes da análise de lipídios, pode definir o risco que existe a formação de um ateroma. O que significa isso?


Pois bem, um ateroma é uma placa de gordura que se deposita nas paredes de suas artérias, obstruindo o fluxo normal de sangue. Isto é importante porque você pode, até mesmo, producirte de uma afecção cardíaca, ao obstruir uma artéria coronária. Este risco é chamado de risco da epidemiologia. Mas… como saber qual é o seu valor? O mesmo surge da relação entre as diferentes frações de colesterol e triglicerídeos.


Leia também: Quais são os sintomas do colesterol alto? Aprenda a identificá-los


Como calcular o risco da epidemiologia?


Você deve saber que estabelece três tipos de risco e epidemiologia:



  • Risco da epidemiologia I. Este valor surge da relação entre os valores de LDL-colesterol/ HDL-colesterol. Seu valor de referência deve ser inferior a 3.

  • Risco da epidemiologia II. Este valor surge da relação entre os valores de colesterol total/ HDL-colesterol. Seu valor de referência deve ser inferior a 5.

  • Risco da epidemiologia III. Este valor surge da relação entre os valores de colesterol total/ triglicerídeos. Seu valor de referência deve ser entre 0.95 e 1.30.

Cabe esclarecer que esses valores podem variar de acordo com o laboratório onde se tiver realizado o exame de sangue, embora estas diferenças de classificação não são muito significativas.


Leia também: o Que é o colesterol LDL?


O que fazer se os resultados não são bons


Resultados acima desses valores de referência indicam a necessidade de colocar em marcha uma série de medidas para tentar reduzir aqueles valores lipídios que se encontram elevados.



  • Medicamentos indicados. Toma a medicação que o médico considere relevante, se necessário.


  • Controle no consumo de álcool. Reduz o consumo em níveis saudáveis.


  • Dieta para baixar o colesterol. Realiza uma dieta rica em fibras, baixa em açúcares refinados, pobres em gorduras saturadas e trans, rica em ácidos ômega 3 e ômega 6. Além da dieta sugerida no link, você pode orientá-lo através dos alimentos que se assinalam no próximo vídeo. São os que te convém comer, se você tem o colestrol alto.

Como fazer queijo de castanha de caju

O queijo ralado é um alimento muito saboroso e que dá muito sabor a diferentes preparações, mas se você tem o colesterol e os triglicerídeos altos o seu consumo é restrito e, mais ainda, se você tem pressão alta. Por isso, para substituí-lo na sua dieta se brindaré uma receita de queijo ralado à base de castanhas de caju sem colesterol e rico em ácidos omega 3, omega 6 e omega 9. Não perca como fazê-lo.

640px-Castanha_de_Caju

Os queijos em geral, são ricos em gorduras saturadas e colesterol, por isso encontram-se restritos se você sofre de colesterol ou triglicéridos elevados, mas, por sorte, você pode substituí-lo com uma receita vegana à base de castanhas de caju, baixa em gorduras saturadas e rica em omega 3, omega 6 e omega 9.


Este queijo vegetariano é ideal para incluir em saladas, sopas ou temperar diferentes tipos de massas ou arroz. Por isso, se o seu colesterol e/ou triglicéridos estão nas nuvens, não perca esta receita.


O queijo ralado vegano traz:



  • Lipídios: Ácidos ômega 9, ácidos ómega 6 e ácidos ômega 3.

  • Minerais: Magnésio, potássio, cálcio, ferro, selénio e fósforo.

  • Vitaminas: Vitaminas do complexo B e vitamina E.

  • Fibra.

  • Proteínas.

Como agem cada um desses nutrientes sobre o colesterol e/ou triglicérides elevados?


Os ácidos ómega 3, ácidos gordos ómega 6 e ómega 9 , ajudam a reduzir essas gorduras no sangue. Por outro lado, minerais e vitaminas como o magnésio, selênio, vitaminas do complexo B e vitamina E reduz a ação dos radicais livres e melhorando a combustão das gorduras.


Por último, o queijo vegano traz fibra que ajuda a eliminar o excesso de gorduras consumidas através de alimentos.


Como você pode ler, este queijo vegano não só substitui o queijo ralado de origem animal, mas que traz propriedades para baixar o colesterol e os triglicéridos altos.


640px-Castanha_de_Caju


Como fazer queijo ralado de castanhas de caju?


Ingredientes



  • 1/2 xícara de castanhas de caju (caju).

  • 1 colher de chá de cúrcuma

  • 1 pitada de sal marinho.

  • Pimenta e colorau a gosto.

Preparação


Adiciona cada um dos ingredientes em um moedor de café ou liquidificador e procésalos.


Como você pode ver apenas um passo você pode obter um queijo ralado ideal para dar sabor às suas refeições baixas em colesterol e gorduras saturadas.


Vamos lá vá em frente e prepare este saboroso queijo vegano! Você vai ver como dá um sabor especial às suas refeições, sem somar gorduras ruins ao alimento e, ajudando-o a reduzir o colesterol e triglicérides no sangue.